Resenha: Risco Calculado


 
Título: Risco Calculado
Autor: Ben Carson
Páginas: 255
Editora: Casa Publicadora Brasileira
Ano : 2011
Classificação: 5/5

Sinopse: 
Ben Carson teve uma infancia em situação de risco nas ruas perigosas de Detroit e hoje corre riscos todos os dias ao realizar neurocirurgias altamente complexas. Com exemplos pessoais inspiradores, o Dr. Carson nos convida a enfrentar os riscos presentes em nossa própria vida. Através da história desse famoso cirurgião, cuja vida retrata a relação entre grandes riscos e sucessos maiores ainda, você encontrará informações que o ajudarão a se livrar do medo de se arriscar para que seja capaz de sonhar alto, agir com confiança e colher recompensas que jamais imaginou.


Definitivamente sou suspeita para falar do Ben Carson. Depois de ler sua biografia e de assistir inúmeras vezes ao filme “Mãos Talentosas” desenvolvi uma grande admiração por este que é dos maiores médicos da história. O seu humanismo na medicina, a perseverança com a qual enfrentou as adversidades da vida e o seu lado cristão me inspiram muito. Dessa forma, creio na possibilidade de ser parcial demais ao falar de “Risco Calculado”, obra que parece se inclinar para o gênero da autoajuda, mas que no fim das contas apresenta um quê de autobiografia um tanto quanto marcante.
“A grandiosidade do sucesso geralmente é medida pelos riscos envolvidos. O heroísmo é alcançado de acordo com o risco a ser enfrentado. O sucesso é definido pelos riscos assumidos e vencidos.”
Por ser cirurgião o Ben já se encaixa no grupo de pessoas que enfrentam altos riscos. No entanto, o fato dele ter protagonizado cirurgias pioneiras, como a primeira operação bem sucedida de gêmeos siameses e de hemisferectomia (retirada de metade do cérebro), faz dele um perito no quesito enfrentar riscos. Dessa forma, ao ser convidado a escrever um livro sobre este tema o autor incluiu sua relação com os riscos, expondo assim inúmeras experiências pessoais e revelando-se uma autoridade no assunto.

Risco Calculado começa com uma narração eletrizante sobre uma cirurgia que chamou a atenção de todo o mundo em 2003: a primeira tentativa de separar gêmeos siameses adultos, no caso, duas irmãs iranianas de 29 anos de idade. Ao relatar esse episódio ímpar o autor expõe os dilemas com os quais se deparou ao ser convidado a participar dessa operação. Dessa maneira, ele introduz brilhantemente o assunto central de sua obra, pois, indiretamente, por sua experiência própria, ele mostra ao leitor que os riscos são intrínsecos à vida humana, mas alguns valem a pena e outros não.
“Cheguei à conclusão de que o fator determinante para o sucesso alcançado por uma pessoa em qualquer carreira é como lida com os riscos que lhe são apresentados.”
Os primeiros capítulos enfatizam o fato de que viver é se arriscar, visto que neles existem inúmeras informações sobre os riscos existentes nas coisas mais simplórias do dia a dia. Nesses capítulos uma infinidade de informações e percentuais nos são apresentados. Em seguida, depois de provar que não há como fugir dos riscos e sim como desenvolver uma maneira de analisá-los com sabedoria, o autor nos revela sua fórmula de análise de riscos. Assim sendo, no decorrer do livro conta as inúmeras experiências pessoais e profissionais em que aplicou sua inovadora fórmula constituída por quatro perguntas que devem ser feitas ante a situações de risco e tomadas de decisão.

Justamente por conter muitas experiências pessoais Risco Calculado pode ser um livro um pouco entediante para aqueles que já leram a obra Bem Carson, uma vez que inúmeros relatos são iguais em ambos. Porém, embora várias histórias sejam idênticas elas são menos detalhadas em Risco Calculado, como exemplo temos os procedimentos médicos que são descritos de maneira muito mais sucinta neste último título do autor. Para os admiradores do Bem como eu, as duas obras podem ser vistas como complementares, pois cada livro à sua maneira apresenta fatos particulares. Sendo assim, em relação a Risco Calculado posso destacar que a fé do autor é muito mais evidenciada, de certa forma esse grande médico, ao falar sobre o risco de expor sua fé, despretensiosamente deu um lindo testemunho. Além do mais, a cosmovisão do Ben Carson a respeito da fé em Deus e da não omissão desta dentro do campo científico é incrível.


Em suma, não tenho dúvidas de que essa obra é maravilhosa. Sua narrativa em primeira pessoa foi gostosa e me permitiu mergulhar a fundo na vida do autor. Além disso, creio que Risco Calculado ajuda o leitor a encarar os riscos presentes na vida de uma perspectiva interessante e de desenvolver um olhar sábio a respeito de grandes aspectos da existência. É possível dizer ainda que a obra consegue nos ajudar a desenvolver um intelecto mais maduro, em virtude dessas características é possível encarar a obra em questão como pertencente ao gênero motivacional. Portanto, sob o meu ponto de vista, Risco Calculado é indicado para todo ser humano, mas, para os que almejam realizar grandes feitos em sua história, eu diria que se trata de uma leitura obrigatória.





0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial